Pinçamento de Nervos

Pinçamento de Nervos

Muitos pacientes entram dizendo “Doutor, acho que tenho um nervo comprimido”. O que exatamente isso significa? O que é um “nervo comprimido” ou um pinçamento de nervos? Um nervo comprimido causa dor nas costas? Existe realmente esse diagnóstico? Bem, sim e não.

Anatomia


Primeiramente, precisamos entender alguns termos e a anatomia. O sistema nervoso humano é dividido em duas partes. Estes são o sistema nervoso central (SNC) e o sistema nervoso periférico (SNP). O SNC é composto pelo cérebro e pela medula espinhal, que se ramifica nos nervos espinhais. Por fim, o nervos espinhais saem da coluna vertebral e inervam o resto do corpo. Assim que esses nervos saem da coluna vertebral, o SNP começa. Em suma, existem milhares de nervos existem no corpo.

O maior nervo no corpo humano é o nervo ciático, formado na pelve por múltiplos nervos espinhais, depois de terem saído da coluna lombar. Anatomicamente, o nervo ciático percorre todo o membro inferior e pode causar dor nas pernas.

Antigamente, quando as pessoas tinham dor nas pernas relacionadas com os nervos ou dor nas nádegas, presumia-se que isso era causado por compressão ou danos ocorridos no nervo ciático. Por consequência, nasceu o termo “ciática”, baseado nesse conceito. Com o advento da tecnologia moderna e a ressonância magnética em particular, agora sabemos que isso é incorreto. Embora o nervo ciático possa, de fato, causar dor nas pernas, e ser comprimido ou “pinçado” pelo músculo piriforme em uma região chamada incisura isquiática (uma condição chamada síndrome do piriforme), isso é muito raro. Ciática, em mais de 95% dos casos, realmente não tem nada a ver com um problema de nervo ciático ou sua compressão.

Uma causa muito mais comum de dor no braço ou na perna é a compressão de um nervo espinhal. Esta condição é chamada de radiculopatia e é discutida com mais detalhes em outra seção. Na maioria dos casos, o pinçamento de um nervo espinhal lombar provoca dor nas nádegas e pernas, e o pinçamento de um nervo espinhal cervical provoca dor no ombro e no braço.

Pincamento de nervos

Hérnia discal central que cursa com pinçamento do saco dural e medula espinhal. Note a deformidade da medula no nível do pinçamento

Como identificar a compressão dos nervos?


Além de obter um histórico dos sintomas do paciente e realizar um exame físico detalhado, outras medidas podem ser tomadas. Estudos de imagem como a radiografia ou tomografia computadorizada fornecem bons detalhes da anatomia óssea do corpo humano mas uma visualização muito fraca de tecidos moles e nervos.

O melhor exame para visualizar os nervos espinhais é a ressonância nuclear magnética (RNM), e esse é considerado o estudo de imagem “padrão-ouro”. A RNM é realizada com ímãs, o que pode interferir com a função de alguns dispositivos médicos, como os marcapassos. Se uma RNM não puder ser realizada, uma tomografia computadorizada é muitas vezes indicada, geralmente em conjunto com uma injeção de contraste no canal espinhal para visualizar os nervos espinhais – mielografia.

Em alguns casos, um estudo eletrodiagnóstico como a eletromiografia (EMG) pode ajudar os médicos a identificar o nervo afetado. Este é um teste neurológico que avalia descargas elétricas através de  pequenas agulhas que são inseridas em vários músculos. Podem fornecer informações sobre a função real de vários nervos nos braços ou pernas onde os sintomas estão localizados. Este teste também pode identificar se outros nervos, que não os nervos espinhais, são responsáveis ​​pelos sintomas experimentados.

Causas dos pinçamentos na coluna


Os nervos espinhais podem sofrer compressão repentinamente ou gradualmente. A compressão repentina geralmente ocorre devido a hérnia de disco, também discutido em mais detalhes em outra seção. A compressão mais gradual geralmente ocorre ao longo do tempo devido a mudanças ósseas. Essas alterações ocorrem por causa do processo de envelhecimento e de crescimento ósseo excessivo.

O estreitamento na coluna vertebral nas áreas onde os nervos passam se chama estenose. Quando a parte central do canal da coluna vertebral é estreitada, chama-se de estenose central. Sob o mesmo ponto de vista, quando a parte lateral da coluna vertebral é estreitada, onde os nervos espinhais emergem da coluna (forames de conjugação), isso se denomina estenose foraminal ou estenose lateral.

O desenvolvimento progressivo de dor crônica e declínio funcional provenientes da compressão dos nervos espinhais devido a estenose óssea geralmente é considerado como de tratamento cirúrgico. O pinçamento dos nervos espinhais por uma hérnia discal aguda pode ser tratada de forma não cirúrgica, evitando atividades que causam dor, realizando fisioterapia apropriada, tomando medicamentos orais e realizando bloqueios seletivos de raízes nervosas ou infiltrações de esteróides epidurais na área de irritação e inflamação, guiados por fluoroscopia.

Todo pinçamento causa sintomas?


Uma vez que o corpo humano geralmente adapta-se às mudanças que ocorrem durante o processo de envelhecimento, muitas vezes os nervos espinhais comprimidos são identificados incidentalmente, sem que estejam causando qualquer sintoma. É natural que essa compressão se desenvolva gradualmente durante o processo de envelhecimento. É importante perceber que, a menos que um nervo comprimido esteja causando sintomas como dor intensa, fraqueza ou amortecimento levando a mudanças funcionais de longa data, nenhum tratamento é necessário. Embora os médicos possam chegar a conclusões aparentemente significativas em um cenário, tratamos pacientes e não exames de imagem. É extremamente raro que um paciente sem sintomas exija qualquer tipo de intervenção, como a cirurgia da coluna vertebral.

Caso você tem sintomas que sugestivos de compressão de um nervo espinhal, entre em contato com um especialista em coluna, a fim de realizar uma avaliação integral. Pesquisas mostram que quanto mais prolongados forem os sintomas, mais eles se tornam difíceis de tratar.

Pinçamento de nervos e dor nas costas


Um tópico comumente discutível é se os nervos espinhais lombares podem ou não causar dor nas costas. É aceito que eles podem, mas geralmente apenas lateralmente à linha média. Uma área chamada sulco sacral, muitas vezes é dolorosa se acaso os nervos espinhais forem comprimidos nesta área. Em virtude da compressão e inflamação severas dos nervos espinhais, espera-se que os sintomas irradiem perifericamente no braço ou perna, ao longo do trajeto do respectivo nervo afetado. Isso é chamado de padrão dermatomal.

NASS 150